domingo, 11 de setembro de 2011

Boicote por causa de duas letras...


Mostrando como a fanbase de quadrinhos é notável pelas reações exageradas, a loja de quadrinhos The Comic Conspiracy, da cidade de Asheboro, Carolina do Norte, anunciou via facebook nesta quarta-feira que não iria mais vender a revisa Action Comics, assim como qualquer outro título do escocês Grant Morrisson. Isso tudo por causa de um quadrinho onde o herói tem um balão de fala escrito "GD" - um grunhido, segundo Morrisson. 

Mas de acordo com o proprietário da The Comic Conspiracy, as duas letras significam "God Damn", e portanto seriam uma blasfêmia. E isso seria um insulto ao personagem (por que ele nunca usaria linguagem rude), aos autores Siegel e Shuster (por que o Super Homem é a essência do bem, e nunca falaria um palavrão - ignorando que o Superman da era de ouro era um valentão cujas ações beiravam a tortura psicológica) e a cristãos em geral (o que eu não vou nem comentar). Tudo isso seria sinal da "agenda liberal" de Morrisson, mostrando que a loja merece sim o nome. Embora isso não afete em nada o consumidor brasileiro, repasso a informação do site Comics Alliance como um lembrete das reações abusrdas que são comuns no meio nerd.


O quadrinho supostamente ofensivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário